Apple, Notícias

iPhone 15 pode dar prioridade a autonomia de bateria e não ao desempenho

apple iphone 13 pro new camera system 09142021 CoopTec A Tua loja de Informática

A TSMC já começou a produção em massa do novo processador A17 Bionic, proprietário da Apple, baseado na nova tecnologia de 3 nm.

De acordo com notícias agora divulgadas, a fornecedora da Apple está a concentrar mais na eficiência de energia, o que significa que o iPhone 15 pode dar prioridade à autonomia de bateria e não ao desempenho.

iPhone 15: atenções concentradas na autonomia de bateria

Apple iPhone
Os modelos mais avançados do iPhone 15 vão estar equipados com o processador A17 Bionic, baseado no processo de 3 nm da TSMC Crédito@Apple

A 29 de dezembro, a Taiwan Semiconductor Manufacturing Company ou TSMC deu início à produção em massa do processador A17 Bionic, proprietário da Apple. O próximo chip do iPhone será já fabricado com a nova tecnologia de 3 nm.

Os processadores construídos com este processo têm a vantagem de consumir menos 30 a 35% de energia, assim como tornam possível integrar mais transístores no próprio chip, tornado este mais poderoso a nível de desempenho.

Agora o site 9to5Mac está a avançar que a TSMC está a concentrar as suas atenções na eficiência de energia e não no desempenho do novo processador A17. E se aprofundarmos um pouco o assunto, a estratégia parece ser bastante boa.

Tudo porque, atualmente, os smartphones são já rápidos e potentes o suficiente para lidar com a maior parte das tarefas. Nesse sentido, há que avançar para o passo seguinte que é aumentar a vida útil da bateria dos smartphones. Esta é, aliás, uma das principais necessidades atuais dos utilizadores.

Mas ainda assim parece que o desempenho não está a ser totalmente descurado. Segundo a própria TSMC: “a tecnologia 3 nm vai oferecer de até 70% de ganho de densidade lógica, de até 15% de melhoria de velocidade com a mesma potência e de até 30% de redução de energia com a mesma velocidade em comparação com a tecnologia 5 nm.”

Portanto, parece que o chip A17 Bionic chega para dominar todos os rankings de benchmarking, ainda que os esforços estejam mais centrados na eficiência energética.

Há já algum tempo que os processadores da Apple registam melhores resultados que os da Qualcomm. Mas o novo Snapdragon 8 Gen 2 fornece um desempenho gráfico mais rápido que o do A16 Bionic. Claro que o processador Qualcomm foi obrigado a sacrificar um pouco as térmicas para chegar a este resultado.

E, talvez, por esta razão a Apple e a TSMC estejam mais preocupadas com outros fatores – como a autonomia e a temperatura – que são tão importantes como o desempenho.

Recorde-se que vários rumores avançaram já que o novo processador A17 Bionic será apenas integrado no iPhone 15 Pro e no 15 Ultra, sendo que os modelos base vão chegar equipados com o chip A16 Bionic.

Editores 4gnews recomendam:

  • Apple: iPad Pro com ecrã OLED chegam em 2024
  • iPhone 15 traz consigo mudança de nome e outra novidade há muito aguardada
  • Tudo o que sabemos sobre o iPhone 15